Revoltas na República Velha - Oligárquica - Questões de Vestibulares - Gabarito


Revolta da Vacina

1. (Cesgranrio) O governo Rodrigues Alves (1902-1906) foi responsável pelos processos de modernização e urbanização da Capital Federal - Rio de Janeiro. Coube ao prefeito Pereira Passos a urbanização da cidade e ao Dr. Oswaldo Cruz o saneamento, visando a combater principalmente a febre amarela, a peste bubônica e a varíola. Essa política de urbanização e saneamento público, apesar de necessária e modernizante, encontrou forte oposição junto à população pobre da cidade e à opinião pública porque: 
a) mudava o perfil da cidade e acabava com os altos índices de mortalidade infantil entre a população pobre. 
b) transformava o centro da cidade em área exclusivamente comercial e financeira e acabava com os infectos quiosques. 
c) desabrigava milhares de famílias, em virtude da desapropriação de suas residências, e obrigava a vacinação anti-variólica. 
d) provocava o surgimento de novos bairros que receberiam, desde o início, energia elétrica e saneamento básico. 
e) implantava uma política habitacional e de saúde para as novas áreas de expansão urbana, em harmonia com o programa de ampliação dos transportes coletivos. 

2. (Fatec) Em CANGACEIROS E FANÁTICOS, Rui Facó registra: 
"... os senhores das classes dominantes e seus porta-vozes recusavam-se a acreditar na realidade: milhares de párias do campo armados em defesa da própria sobrevivência, em luta, ainda que espontânea, não consciente, contra a monstruosa e secular opressão latifundiária e semifeudal, violando abertamente o mais sagrado de todos os privilégios estabelecidos desde o começo da colonização européia do Brasil - o monopólio da terra nas mãos de uma minoria a explorar a imensa maioria." 

O texto acima, referente ao período da República Velha do Brasil, trata: 
a) da organização dos quilombos, onde se abrigavam os escravos fugitivos. 
b) dos entraves que os inglesas impuseram às manufaturas portuguesas face às restrições ao tráfico negreiro. 
c) das revoltas violentas de trabalhadores rurais contra o poder oligárquico. 
d) das revoltas das camadas populares oprimidas, influenciadas por filosofias externas. 
e) da existência de grandes contingentes de trabalhadores rurais destituídos de propriedade, no período anterior à Proclamação da República. 

3. (Fei) "Não seria exagero dizer que a cidade do Rio de Janeiro passou, durante a primeira década republicana, pela fase mais turbulenta de sua existência. Grandes transformações de natureza econômica, social, política e ideológica, que se gestavam há algum tempo, precipitaram-se com a mudança do regime político e lançaram a capital em febril agitação, que só começaria a ceder ao final da década." 
(CARVALHO, José Murilo de. OS BESTIALIZADOS: O RIO DE JANEIRO E A REPÚBLICA QUE NÃO FOI. São Paulo: Cia. das Letras, 1987) 

Dentre os movimentos populares que agitaram o Rio de Janeiro no início do século, um destacou-se: aquele que vinha contrariar a política de saneamento e de reurbanização da cidade, com a demolição dos cortiços e quiosques do centro. Esse movimento foi: 
a) a Revolta da Chibata 
b) a Revolta de Canudos 
c) o movimento do Contestado 
d) a Revolta da Armada 
e) a Revolta da Vacina 

4. "Canudos era exemplo perigoso que não deveria ficar na memória" 
                                                                                       (Rui Facó) 

Segundo a afirmativa, os motivos da intensa repressão ao movimento de Canudos, na Bahia, ocorreram: 
a) para que no local fosse realizada uma grande distribuição de terras pelo Governo. 
b) porque se tratava apenas de um movimento de fanáticos religiosos. 
c) porque foi realizada apenas pelos latifundiários locais onde não houve participação do Estado Brasileiro na repressão. 
d) porque os revoltosos lutavam contra a liberdade e a ordem injusta de suas vidas. 
e) para que ninguém lembrasse uma revolta dos pobres do campo contra a miséria, a exploração, o monopólio da terra mantido pelos latifundiários que dominavam o Estado Brasileiro. 

5. Foram importantes movimentos populares no campo contra a concentração fundiária, a miséria e os desmandos das oligarquias e caracterizados como messiânicos devido a liderança de beatos. O texto refere-se à(ao): 
a) Revolta de Juazeiro e Cangaço; 
b) Cangaço e Revolta da Chibata; 
c) Guerra de Canudos e Guerra do Contestado; 
d) Guerra do Contestado e Revolta de Juazeiro; 
e) Balaiada e Cabanagem. 

6. "Conhecido como o navegante negro; Tinha a dignidade de um mestre-sala;..." 
O fragmento acima é da música de João Bosco e Aldir Blanc, "O mestre-sala dos mares", numa homenagem ao "Almirante Negro" que liderou a revolta dos marinheiros em 1910 contra os castigos físicos e a discriminação por parte dos oficiais. 

O líder e a revolta a que se refere o texto, são, respectivamente: 
a) João Cândido e a Revolta da Chibata; 
b) Osvaldo Cruz e a Revolta da Vacina; 
c) o beato José Maria e a Revolta do Contestado; 
d) Lampião e a Revolta de Juazeiro; 
e) Giuseppe Garibaldi e as greves operárias de São Paulo. 

7. (Mackenzie) No final do século passado, surgiu no sertão da Bahia uma experiência controvertida: sertanejos tentaram estabelecer uma nova sociedade, marcada pela religiosidade, sobrevivendo à seca, à miséria e às injustiças sociais da época. O problema fundamental de Canudos era a: 
a) oposição organizada dos rebeldes ao governo republicano. 
b) luta exclusiva da civilização contra a barbárie conforme interpretação positivista. 
c) repressão da Igreja contra a ação religiosa de Antônio Conselheiro. 
d) ameaça à ordem e à segurança do Estado, já que reunia marginalizados de toda a região. 
e) luta pela posse da terra, em confronto com o coronelismo e o latifúndio. 

8. (Mackenzie) "Num momento em que a Marinha se reforma e tenta assimilar as técnicas modernas, seu elemento humano e seu mecanismo disciplinar ainda são regulados por códigos dos séculos XVIII e XIX. Os maus-tratos se somam à freqüência dos castigos corporais. O trabalho é duro e excessivo." 
(Edgard Carone - "A República Velha") 
O texto acima diz respeito: 
a) à Revolta da Armada do Almirante Custódio de Melo, que derrubou Deodoro da Fonseca. 
b) à expedição que se dirigia à Bahia para combater Canudos. 
c) à modernização da Marinha pelo Almirante Cochrane e eliminação dos maus-tratos. 
d) às reclamações trabalhistas e por melhores condições de trabalho dos oficiais da Marinha. 
e) à rebelião dos marinheiros chamada "Revolta da Chibata", comandada pelo "Almirante Negro", João Cândido. 

9. (Mackenzie) "Em 1896 há rebanhos mil correr da praia para o sertão; então o sertão virará praia e a praia virará sertão." 
(Antonio Conselheiro) 
Messianismo, catolicismo rústico, Canudos foi sobretudo: 
a) um foco monarquista, restaurador, que tinha fortes conexões políticas e objetivo definido. 
b) conforme a visão jacobina, um perigo iminente de fanáticos degenerados contra a jovem república. 
c) uma rebelião primitiva, fruto das alterações capitalistas que desestabilizaram as antigas formas de dominação social. 
d) uma revolta com aspectos exclusivamente religiosos. 
e) um movimento social que não resultou da estrutura fundiária ou opressão dos coronéis. 

10. (Mackenzie) A mesma realidade que produziu Canudos gerou também o Cangaço, na medida em que: 
a) o catolicismo rústico não fazia parte do cotidiano destes movimentos sociais. 
b) ambos foram uma forma de denúncia contra a seca, miséria e arbitrariedade dos coronéis. 
c) a solução dada pelo governo, tanto em Canudos como no Cangaço, foi integrar pacificamente o sertanejo à civilização. 
d) o banditismo social era fortemente repudiado pela população local camponesa, que apoiava ações violentas do Estado. 
e) os dois episódios foram organizados por líderes monarquistas que pretendiam derrubar a república. 

11. (Pucsp) "(O movimento) não se rendeu... resistiu até o esmagamento completo. Expugnado palmo a palmo, na precisão integral do termo, caiu no dia 5 ao entardecer, quando caíram seus últimos defensores, que todos morreram. Eram quatro apenas: um velho, dois homens feitos e uma criança, à frente dos quais rugiam raivosamente cinco mil soldados." 

A chacina empreendida pelo Exército em 1897, no interior do Nordeste, e com a qual o leitor de "Os Sertões", de Euclides da Cunha, entra em contato, tem uma de suas explicações: 
a) na necessidade, por parte do governo, de afirmar a irreversibilidade do projeto republicano. 
b) no fato de que o movimento seria uma extensão do Cangaço na região, provocando a reação dos latifundiários 
c) no objetivo do Estado republicano em conter quaisquer manifestações socialistas que inculcassem ideologias revolucionárias nos camponeses. 
d) na tentativa do Exército de impedir que os tenentes desertores continuassem sua pregação pelo interior do país. 
e) na pressão exercida, pelo Vaticano, sobre as Forças Armadas, com o objetivo de barrar o crescimento de igrejas alternativas. 

12. (Uece) "O Ceará é uma terra condenada mais pela tirania dos governos do que pela inclemência da natureza." 
(TEÓFlLO, Rodolfo. A SECA DE 1915. Fortaleza: Ed. UFC, 1980. p. 31.) 

Esta frase, escrita em 1916, expressa uma revolta com aquilo que o autor via acontecer no governo deste período. Marque a alternativa que indica corretamente algumas características da política cearense na Primeira República: 
a) a crítica do conservador Rodolfo Teófilo se dirigia às iniciativas democráticas e socializantes que o governo de Franco Rabelo vinha implementando desde a queda de Accioly em 1912 
b) o controle político era assegurado pelo domínio oligárquico e coronelista, em que se sobressai a presença de Nogueira Accioly como o principal oligarca do estado 
c) apesar do rígido controle oligárquico sobre o governo, havia um clima de liberdade de expressão, em que os jornalistas e críticos do governo podiam manifestar-se sem medo de repressão 
d) as oligarquias que se sucediam no poder tinham que enfrentar freqüentes revoltas urbanas, como a Sedição de Juazeiro, em 1914 

13. (Ufrs) Sobre o movimento do Contestado (1912-1916), são feitas as seguintes afirmativas: 
I - ocorreu numa região de disputa territorial entre os Estados de Santa Catarina e Paraná. 
II - apresentou conteúdo religioso aliado a reivindicações sociais. 
III - um de seus principais líderes foi Antônio Conselheiro. 

Quais estão corretas? 
a) Apenas I 
b) Apenas II 
c) Apenas III 
d) Apenas I e II 
e) I, II e III 

14. (Unesp) A República Brasileira, na última década do Século XIX, caminhava para a consolidação da oligarquia dos coronéis-fazendeiros. A crise econômico-financeira agravava as condições de vida na cidade e no campo. A rebelião de Canudos pode ser entendida como movimento de: 
a) hesitação dos mandatários políticos em desfechar medidas repressivas contra a gente oprimida. 
b) tensão social agravada pela expulsão dos camponeses que atuavam nas frentes pioneiras catarinenses e paranaenses. 
c) resistência da população sertaneja contra a estrutura agrário-latifundiária e as medidas repressivas oficiais. 
d) descontentamento dos fanáticos que buscavam efetivar práticas liberais burguesas. 
e) rebeldia dos jagunços que se opunham à rede de açudes e às campanhas de combate às secas. 

15. (Unitau) No governo Rodrigues Alves (1902-1906), ocorreu a revolta da vacina, que estava contextualizada: 
a) na modernização e no saneamento do Rio de Janeiro. 
b) na modernização e no saneamento do Brasil como um todo. 
c) no combate às doenças epidêmicas promovido pela ONU. 
d) na recepção aos imigrantes. 
e) na oposição entre os setores rural e urbano. 

Compartilhe no Google Plus

Sobre Jarlison Augusto

Quer contribuir conosco? Envie-nos seu material!
    Comentar com Blogger
    Comentar com Facebook

4 comentários:

  1. clientelismo e politica de favores são caracteristicas da vida politica brasileira na republica velha.ligam-se a que fenômeno ?

    ResponderExcluir
  2. A Política do Café com Leite e, por extensão, a Política dos Governadores e ao Coronelismo, durante a República Oligárquica

    ResponderExcluir
  3. no segundo quesito por que não seria a alternativa D .Alguem poderia me explicar?

    Obrigada desde já.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A D seria mais para os movimentos anarquistas, comunistas ou fascistas, consideradas filosofias de fora, com origem europeia....

      Excluir

Deixe seu comentário. Em breve, resposta.