Programa Terceiro Ciclo



Criado em 1995 pelo Governador do Estado do Amazonas, Amazonino Mendes, o PROGRAMA 3o. CICLO DE INTERIORIZAÇÃO DO DESENVOLVIMENTO resultou da percepção da importância de resgatar as populações interioranas, proporcionando-lhes um grau maior de desenvolvimento no Setor Primário e Secundário. A importância desta visão futurista, ao quebrar-se décadas de tradicional política amazonense gerando uma maior receita voltada para o Interior, representa a decisão firme de reverter o quadro atual do Amazonas, girando em torno da Zona Franca de Manaus.
Já em 1996 o Programa 3o. Ciclo do Governo do Estado alcançou o Município de Envira e desde então vem realizando substanciais mudanças na vida de sua gente, trazendo progresso, modernidade e renda.

FUNDEPROR/ENVIRA
O Programa 3o. Ciclo do Governo do Estado tem como braço executor de sua política de desenvolvimento no Município a Fundação de Desenvolvimento Sustentado da Produção e Exploração dos Recursos Naturais do Município de Envira - FUNDEPROR/ENVIRA, para quem a Prefeitura Municipal repassa com contrapartida própria os recursos oriundos do Governo do Estado.
Ainda em sua primeira etapa o Programa 3o. Ciclo incrementou em Envira principalmente o Setor Primário através da agricultura familiar e da pecuária leiteira, dando ênfase a produção de grãos em várzeas altas e a melhoria da qualidade da farinha de mandioca. Agora em sua segunda fase, além de consolidar a produção de grãos - milho, arroz, e feijão - e açúcar mascavo (gramixó), o Programa 3o. Ciclo está voltado para a implantação efetiva do Setor Secundário bem como desempenhar diversas ações que visam agregar valor e renda a produção local.

A FUNDEPROR/ENVIRA, com o apoio técnico do IDAM, repassa recursos para as Associações Comunitárias financiarem seus associados e age também em parceria com a iniciativa privada para o mesmo fim.

REALIZAÇÕES DO PROGRAMA 3o. CICLO EM ENVIRA

Produção de Grãos
Graças ao Programa 3o. Ciclo, o Município encontra-se hoje entre os maiores produtores de grãos do Estado do Amazonas. Para incentivar os produtores rurais foi criado, com o apoio do IDAM e EMBRAPA, o Banco de Sementes Melhoradas e Adaptadas para a Região do Vale do Juruá, na Ilha de São Francisco e Marajá.

Os Módulos Agrícolas do Seringal Marajá e do Juruparí foram criados para servirem como projeto piloto para futuros assentamentos. As áreas de produção estão próximas às residências dos agricultores, que trabalham em regime de mutirão e cooperativismo.
Complexo Aviário

Com o objetivo de diminuir o subsídio na cultura do milho, cujo preço ainda é pouco atrativo devido a distância ao centro consumidor, optou-se pelo aproveitamento dentro do próprio Município. Com a implantação da avicultura agregou-se valor ao milho em forma de ração para a criação de aves de postura e corte, abastecendo o mercado local.

Agroindústria
Para conseguir maior valor na revenda dos produtos agrícolas do Município, toda uma infra-estrutura de beneficiamento, empacotamento e armazenamento de grãos foi implantada. Esta estrutura será ainda complementada com a conclusão das obras civis das instalações que abrigarão máquinas despoldadeiras de frutas, secadora de cereais, peixe e carne bovina.

Fábrica de Gelo
Em funcionamento, a nova Fábrica de Gelo dá suporte a implantação da Associação dos Pescadores Profissionais de Envira - APPEN, que supre mensalmente o Mercado Municipal com uma oferta superior a 10.000 Kg de pescado.

Loja do Produtor
A Loja do Produtor está vinculada a Associação Agropecuária da Agrovila que recebe recursos do Programa 3o. Ciclo via Prefeitura Municipal e FUNDEPROR/ENVIRA, para a aquisição de produtos industrializados, equipamentos e implementos agrícolas, que são financiados e trocados por produtos agrícolas com os pequenos produtores. Como uma forma de incentivar a atividade do pequeno produtor, estes implementos agrícolas são repassados com preços inferiores aos praticados pelo comércio varejista local.

Regatão Social
Seguindo o mesmo princípio da Loja do Produtor, o "Regatão Social" vai diretamente ao ribeirinho, nas mais distantes localidades, para a troca de produtos industrializados, a baixo preço, por produtos agrícolas. Esta atividade é feita em parceria com a iniciativa privada local.
Compartilhe no Google Plus

Sobre Jarlison Augusto

Quer contribuir conosco? Envie-nos seu material!
    Comente com o Blogger
    Comente com o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe seu comentário. Em breve, resposta.